publicidade

Acompanhamento das aprendizagens dos alunos

Projeto desenvolvido pela coordenadora pedagógica vencedora do Prêmio Victor Civita 2011, na categoria Gestor Nota 10, mostra que quanto mais o professor sabe, melhor ele ensina

Verônica Fraidenraich, de Ibitinga, SP

Página de > >|
=== PARTE 1 ====
Maria Ines Miqueleto Casado. Foto: Calil Neto
A coordenadora pedagógica, Maria Inês Miqueleto Casado, é vencedora do Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10 de 2011, na categoria Gestor Nota 10
Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10

Os recadinhos abaixo foram escritos para os alunos da 4ª série da EE Professora Maria Aparecida dos Santos Oliveira, localizada em Ibitinga, a 370 quilômetros de São Paulo, pela coordenadora pedagógica da escola, Maria Inês Miqueleto Casado. Os elogios se justificam: ao ler as redações da turma, é fácil perceber a evolução. A letra de fôrma e a falta de pontuação, características dos textos das crianças no início do ano, foram substituídas por uma produção de melhor qualidade, feita em letra cursiva e com uso correto de ponto, vírgula e marcação de parágrafos.

Recados aos alunos

 

A produção de textos é um dos itens observados nos diagnósticos bimestrais de Língua Portuguesa que, com os de Matemática, servem de instrumento para Maria Inês acompanhar o aprendizado das classes da primeira etapa do Ensino Fundamental. Outra ferramenta de análise são as observações em sala de aula, seguidas de devolutivas individuais aos professores. Além disso, como a escola realiza simulados das provas do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), a coordenadora tabula em gráficos os resultados desses testes e promove o debate coletivo com os docentes. Todo esse trabalho permite a ela definir os temas que são aprofundados na capacitação em serviço.

As atividades permanentes de formação que Maria Inês iniciou no ano passado são a base do projeto Instrumentos de Acompanhamento das Aprendizagens dos Alunos - que garantiu a ela o título de Gestora Nota 10 deste ano no Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10 (leia o projeto). O objetivo era fazer com que a escola atingisse a nota de 4,58 nas séries iniciais do Ensino Fundamental no Índice de Desenvolvimento da Educação no Estado de São Paulo (Idesp) de 2010. A média alcançada - 5,12 - superou as expectativas. "Pelas sondagens e pelos diagnósticos, é visível o avanço não só dos alunos mas também dos professores, que, além de ensinar, têm de saber o que observar nas avaliações", diz Maria Inês. Ela afirma que, ao verificar o processo de ensino e aprendizagem, a intenção é melhorar os resultados e direcionar a pauta da formação e a ação dos professores. Para Cleuza Maria Estronioli de Castro, diretora da escola, o prêmio maior foi constatar o avanço das crianças: "Elas estão mais interessadas e gostam de estudar".

 

=== PARTE 2 ====
=== PARTE 3 ====

Página de > >|

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários

 

Publicado em GESTÃO ESCOLAR, Edição 016, Outubro/Novembro 2011. Título original: Quanto mais sabe, melhor o professor ensina

 

Associação Nova Escola © 2016 – Todos os direitos reservados.