publicidade

Oito questões sobre como trabalhar com brinquedos

Conheça as respostas para oito dúvidas frequentes na hora de incorporar esses recursos à rotina dos pequenos para garantir diversão e aprendizagem

Beatriz Santomauro. Colaborou Cinthia Rodrigues

Página de > >|
=== PARTE 1 ====
Foto: Kayke Vieira/Prappas Imagens
A TURMA TODA GOSTA Na CEINF Lafayete Câmara, o acervo de brinquedos da pré-escola é diversificado

Brincar é a linguagem que as crianças usam para se manifestar, descobrir o mundo e interagir com o outro. Quando ela é incentivada, a turma adquire novas habilidades e desenvolve a imaginação e a autonomia. É possível brincar sem ter nada em mãos. Como ocorre durante o pega-pega e a ciranda, por exemplo. Mas os brinquedos têm papel fundamental no desenvolvimento infantil. Para que eles cumpram bem essa função, não basta deixar o acervo da pré-escola ao alcance dos pequenos, imaginando que, por já brincarem sozinhos em casa, eles saberão o que fazer. É essencial oferecer objetos industrializados e artesanais, organizar momentos em que o grupo construa seus próprios brinquedos e ampliar as experiências da meninada. Tudo isso sempre equilibrando quantidade, qualidade e variedade, o que significa exemplares variados, seguros, resistentes e com um bom aspecto estético.

A seguir, NOVA ESCOLA apresenta respostas para oito dúvidas frequentes sobre o tema. As orientações, dadas por especialistas, vão ajudar você a garantir momentos lúdicos significativos.

=== PARTE 2 ====

Continue lendo a reportagem

Página de > >|

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários

 

Publicado em NOVA ESCOLA Edição 236, Outubro 2010. Título original: Todo dia é dia de brinquedo

 

Associação Nova Escola © 2016 – Todos os direitos reservados.