publicidade

Jogo de alvos e obstáculos

Bianca Bibiano

Características
Envolve a habilidade dos jogadores em acertar um alvo predeterminado para transpor obstáculos.

Origem
Recriação de um jogo celta e egípcio em que estacas de madeira fixadas no chão eram derrubadas com um bastão. Em tabuleiro, a versão mais antiga é o Quilles, surgido na França e na Inglaterra no século 14, que tem como meta derrubar pinos com uma bola presa a uma haste.

Por que propor
Para a turma desenvolver a habilidade de controlar movimentos de acordo com o alvo ou o obstáculo existentes.

Como enriquecer o brincar
■ Estimule a observação e os comentários sobre as jogadas para que as estratégias e técnicas sejam socializadas e aperfeiçoadas por todos.
■ Amplie os desafios e complique os obstáculos à medida que a turma vai ficando craque nas técnicas.

Os erros mais comuns
Ensinar as estratégias. Não faz sentido encarar as dificuldades dos pequenos como um fracasso. Para que aprendam, exponha as regras e deixe que experimentem jogadas diversas.
Estimular uma única tática. Faz parte do jogo observar os outros participantes para conhecer várias manobras.
Apontar uma tática como errada. Algumas manobras podem não ser boas. Porém a postura adequada é os próprios jogadores debaterem a questão. 

 

Ilustração Rogério Fernandes sobre fotografia de Omar Paixão / Assistente Márcia Schiesari / Produção Mario Mantovanni / Assistente Gabriel Fernandes / Cabelo e Maquiagem Renato Rodriguez

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários

 

Publicado em Hora de Brincar, Setembro 2010. Título original: Que bela pontaria!

 

Associação Nova Escola © 2016 – Todos os direitos reservados.