publicidade

Jogos de Rondônia

Aurélio Amaral

Especial Brincadeiras Regionais

Depois de passar por São Paulo, Minas Gerais e Amazonas, a viagem de NOVA ESCOLA pelas brincadeiras brasileiras chega a Rondônia. Fundado em 1982, o estado recebeu migrantes de todas as partes, atraídos pelo extrativismo vegetal. Os jogos que divertem as crianças rondonienses , portanto, costumam ter versões parecidas no resto do Brasil. Mas alguns recebem denominações singulares: peteca, por exemplo, não é o brinquedo de penas, e sim a bolinha de gude.

Além dela, você pode conferir as brincadeiras de queimada, roubo da melancia e caí no poço (veja os links abaixo). Você verá que, diferentemente de outras metrópoles, o crescimento urbano ainda não se tornou um obstáculo para que a garotada tome as vias do estado. Afinal, com exceção da capital, os municípios de Rondônia têm menos de 200 mil habitantes. "Todos aprendem a brincar na rua e as atividades que temos na escola fazem parte do lazer dos alunos", conta Gilmar Leite, professor de Educação Física, que coordena um projeto de brincadeiras na EMEF Dom João Batista da Costa, em Candeias do Jamari, a 23 quilômetros de Porto Velho.

Veja as quatro brincadeiras de Rondônia

Gostou desta reportagem? Assine NOVA ESCOLA
e receba muito mais em sua casa todos os meses!

Comentários

 

Publicado em NOVA ESCOLA Edição 255, Agosto de 2012. Título original: Jogos com um tempero de Rondônia

 

Associação Nova Escola © 2016 – Todos os direitos reservados.