publicidade

Julho de 2009

Matheus aprende as emoções

Matheus já lia, falava, começava a escrever com maior controle do tamanho da letra, mas Hellen percebeu que, durante a leitura ou nas atividades escritas, ele omitia alguns termos - sempre aqueles que remetiam a emoções. Na cantiga Boi da Cara Preta, por exemplo, o menino autista só cantava "pega essa menina que tem... de careta". A palavra medo era descartada do refrão.

"Deduzi que isso só poderia ocorrer, porque ele não entendia o significado dos sentimentos. Também poderia explicar sua dificuldade de saber reagir a algumas situações, uma vez que ficava agitado e agressivo tanto em momentos de alegria quanto de tristeza", lembra a professora.

Para ajudá-lo a conhecer e a lidar com as sensações, a professora decidiu pedir o apoio da turma, o que ampliou a capacidade de todos de expressarem suas emoções. A proposta de Hellen era simples e inusitada: quando alguém estivesse sentindo algo muito forte, positivo ou negativo, deveria se aproximar do Matheus e tentar explicar aquele sentimento.

"Quando uma criança com um caderno impecável recebia o meu carimbo de aprovação, por exemplo, fazia questão de abrir um sorriso para o Matheus e explicar que estava contente", exemplifica.

Assim, Matheus passou a entender as emoções que antes não conseguia expressar. "A idéia de Hellen foi genial e ilustra a importância de se construir na relação social as possibilidades de aprendizagem. Todos os alunos se beneficiaram", afirma a psicopedagoga Daniela Alonso, selecionadora do Prêmio Victor Civita – Educador Nota 10.

Comente

tiemi soares takahashi - Postado em 26/10/2010 17:34:51

eu gosto muito dessa escola eu estudo lá, matheus estuda a tarde eu eu nunca o vi mais acho que ele merece toda a atençao do mundo sou da sala da fátima e foi muito legal vcs postarem na internete o querido aluno da minha escola béti e todas as que trabalham la o tratam com carinho ! todas as professoras elogiam muito ele epor ser inteligete e etc. melhoras matheus

marcia patricia nascimento de oliveira - Postado em 11/09/2009 13:20:22

é muito bom saber que profissionais tem oportunidades de integrar crianças com dificuldades no aprendizado a outra crianças e fazer com que esas diferenças desapareçam diante das oportunidades que todos tem de aprender, hoje tenho a felicidade de ter um aluno autista pois todos os dias ele me ensina com suas emoções um modo de lidar com as dificuldades que encontro no caminho extenso que tenho pela frente!!!!!!!!!

seli nogueira de lima - Postado em 13/08/2009 11:46:06

Faço reverência a Hellen,por fazer acontecer de fato,uma prática condizente com aflexibilização.Todos aprenderam .



Leia todos

 

Associação Nova Escola © 2016 – Todos os direitos reservados.